terça-feira, 24 de janeiro de 2012

ESTOU INDO...


Deixa-me ir.
Vaguear meus horizontes.
Eu mesma, traça-los.
Conduzi-los, sozinha.
Com minhas medidas.
Sem interrupção, sem opinião.
Sem um dedo, apontando
onde e como.
Uma vez que, sei viver sem você!!!
DEIXA-ME...

Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias