domingo, 5 de junho de 2011

INDECIFRÁVEIS




Juntei algumas palavras que meus filhos usavam quando criança.
Eram apelidos, nomes que nem eu mesma sabia. Coisa de criança.





Talinho tou paxonadu...
Ai ianha.
Que melelo...
Tá ponzinho!!
Ai dundunga, como é bom blincar.
Vem rani, vem lequinha.
Já vou cuequinha fildifilde.
Aiures ti fica comigo?
Porque o lipo não quer mais.
Como dói essa butatala.
É tanto não, não e nãooooooooo.
Xuquinil, geagea, dulim né pai?
Cadê minha chiaia?
Não me milhe!
Quiço heim? Quiço???
Que zora são?
Tou cum sonim!!!


Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias