sábado, 19 de novembro de 2011

QUEM???

Exorcizo meus fantasmas e assumo.
A minha quimera híbrida.
Ser reverso ou constante,
Não veda ser compreendida.
Sempre tem um dedo a te acusar.
Que atirem as pedras...
Caiam muralhas.
Mas não me excluo dos
Meus vários EUS.
Quem não os tem?

Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias