terça-feira, 22 de novembro de 2011

SEM RESTRIÇÃO


Me refiz do pesadelo.
Que era você.
Pisei.
Sapatiei.
Dancei e cantei.
Hoje sou voadora feito albatroz.
Canto libertino...
Asas flutuando livre dos teus nós.
Bailado absoluto.
Único.
Espontâneo!!!

Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias