quarta-feira, 18 de abril de 2012

ASAS DO VENTO

Eu vou nas asas do vento.
Seguindo.
Sentindo o equilíbrio,
Do magnetismo.
Convicta do feito.
Perfeito da  minha imaginação.


Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias