terça-feira, 10 de janeiro de 2012

DESMORONAR

Arrependo-me do dito.
Do feito.
Apego.
Do zelo.
Nascemos do mesmo parto.
Teu sorriso,
No meu riso.
Tua lágrima,
Meu pranto.
Teu querer.
Era minha obediência.
Quando foste não.
Desmoronei.

Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias