quinta-feira, 10 de novembro de 2011

LEVEMENTE


Leve pegar em meu ser.
Teu sussurrar de caricias.
Entre corpos fixados em plumas.
Coração levitando.
Pulsar acelerado.
Chegando ao extremo do êxtase.
Efêmero magnânimo prazer.
O ponto mais aguçado.
Grita!!!


Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias