quinta-feira, 18 de agosto de 2011

MINHA INDECISÃO


Te amo, mas não te sigo.
Não posso alcançar teu passo.
Passadas largas.
Caminhos  árduos, de passarelas
Com brilho falso.
Mas te tenho na alma.
Grandiosamente afeto e admiração.
Me és, o certo e o  errado!!!


Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias