segunda-feira, 1 de agosto de 2011

BRINCADEIRA

Caminha, caminha caminha.
Não para, não para.
Para não cair.
Para não parar, no tempo.
Caminha, corre no ar.
Para não escorregar.
Para prosseguir.
Sempre seguir.
Segue, segue a roda viva.
Gira, gira, cirandinha.
Brincando feito pião.
Girando, GIRANDO NO CHÃO.

Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias