sexta-feira, 8 de julho de 2011

METADE

Me perco nessas metades.
Tudo muito lindo.
Perfeito.
Muito feio.
Metade triste.
A outra alegre.
Nem sei qual é quem.
Subo ás nuvens.
Nuvens não há.
Onde estou é seguro.
Me sufoca.
Tem um brilho,
Que me confunde,
Escurece meus sentidos.
Sinto uma metade loba.
Outra metade louca!!!

Inacelita


0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias