quarta-feira, 3 de maio de 2017

ADEUS BELCHIOR


Cabelo ao vento.
Sorriso no rosto.
Olhar marcante.
Perfil luminoso.
Nosso cantor passarinho.
Voava de galho em galho.
Espalhando sua arte.
Com significativa clareza
e riqueza de sabedoria.
E irá seguir um vasto
caminho por seus seguidores.
Pois tudo que é valioso
se torna infinito.
Vai no tempo.
Tempo, tempo, tempo, tempo!

Obrigado Belchior

Inacelita Damasceno
Publicado por Inacelita Damasceno em 03/05/2017
Código do texto: T5988788
Recanto das Letras

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias