sexta-feira, 29 de maio de 2015

FILHOS

Eles vem.
E eles vão.
Deixando o ninho vazio.
E uma saudade profunda.
Que dilacera corações.
Pedaço de você também se vai.
Eles pequeninos,
são tão dependentes de nós,
e nós deles.
Mas logo criam asas
e voam.
Vão em busca de seus horizontes,
completamente independentes.
Firmes em suas caminhadas.
Ficamos felizes.
Mas choramos à sua partida.
Sentimos sua falta.
Nunca esqueceremos.
Sempre serão nossos amados pequeninos!!
Inacelita Damasceno

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias