domingo, 20 de março de 2011

AR PURO



Cheiro de mato.

Andorinhas no ar.

Cabelo esvoaçante ao vento.

Barulho das palhas nos coqueirais.

Rede balançando na varanda.

Mugido do boi.

Galo cantando.

Longe...

Há...

É lá, que eu queria está!!!



Inacelita

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias