sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PARTIDA



Os passos retos,

rumo a sua passagem de luz.

Valem, seus sete

palmos de terra.

E eterna dor,

que transbordou,

nosso vale de lágrimas.

Olhares vazios.

Buscando resposta.

Porque?


Inacelita (18/02/2011)

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias