terça-feira, 6 de julho de 2010


MARIA E JOÃO


Terra seca.
Rachando o chão.
Folhas caindo, galhos quebrando.
Maria e João, guebraram a gaiola.
Voa passarinho.
Em busca de outras descobertas.
Outras terras.
Respirar outros ares.
Para não morrer.
Partiram, passo a passo.
Um olhar para frente.
Um adeus para trás.
Chegaram Maria e João, desbravando outro chão.
Desconhecidos...
Encabulados prosseguiram seus destinos.
Fincaram pé e permaneceram.
Lutando para sobreviver.
Lutando contra a saudade de sua terra natal.
Maria e João, sabem o caminho mas, não podem voltar.


Inacelita (26/02/2010)

0 comentários:

Postar um comentário

Outras poesias